quarta-feira, 17 de outubro de 2007

A família cresceu

Salomé Maria chegou pra nos alegrar!!!
Sim, sim, sim… Eu resolvi arriscar…
Sim, sim, sim… Eu fiz tuuuuudo errado! Paguei a língua. Mas estou satisfeítíssima!!!
Vou explicar…

Morando, onde moro… Trabalhando, onde trabalho… (Ó Deus, eu não estou reclamando… só explicando!) É muita loucura arrumar uma ocupação diária a mais. Mas eu fui um pouco egoísta e resolvi sim pegar um cachorro. Um cachorro não… Uma cadela!!! Linda…

Fiquei meses pensando qual seria a raça ideal, o lugar ideal pra comprar… Liguei para váááários canis... E, fiz tudo o que os especialistas não recomendam… Comprei a Salomé numa feira. E ela não estava na lista de raças que eu estudei e aprovei.

Eu estava idealizando um labrador ou um weimaraner… Mas tb sou apaixonada pelos whipets, teckel, etc. Mas a Salomé é um cocker spaniel inglês… Que o meu marido viu na feira e achou “ideal”.

Confesso: fiquei totalmente atraída por aquelas orelhas que me lembram a doçura da Dafny (minha cadela que ficou na casa da minha mãe pq não estava acostumada a ficar sozinha em casa). E, negligenciei. Cedi. Me encantei e não me arrependo!!!

Me sinto um pouco cruel de deixá-la sozinha o dia inteiro. Mas… Qdo eu e o marido chegamos ela é a cadela mais feliz do mundo.
Então, é isso!!!

Inté!

1 comentários:

Cristiane Fetter disse... [Responder comentário]

Eles nos apaixonam mesmo.
Quando o Hugo chegou, a minha vida virou de cabeça para baixo.
E outra coisa, quando eu me mudei para os Estados Unidos, as pessoas não acreditaram que ele fosse comigo.
Mas é simples como água.
Ele é da minha família. É um shinauzer que hoje está com 5 anos.
Meu amigo.
Abraços